Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Câmara de Vereadores de Floresta realiza audiência pública com Prefeitura e Compesa para debater possível convênio sobre saneamento público.

Câmara de Vereadores de Floresta realiza audiência pública com Prefeitura e Compesa para debater possível convênio sobre saneamento público.

por fla publicado 13/06/2018 09h06, última modificação 13/06/2018 09h06

Nesta quarta-feira (06), a Câmara de Vereadores de Floresta promoveu uma audiência pública para debater com a população sobre o Projeto de Lei nº03/2018, de autoria do Poder Executivo que autoriza a Prefeitura a celebrar um convênio com o Estado de Pernambuco para prestação de serviço público de esgotamento sanitário através da COMPESA – Companhia Pernambucana de Saneamento.


O momento foi uma iniciativa da casa, solicitado pelo vereador Bejinha Puça, objetivando ouvir a sociedade e autoridades competentes pelo convênio sobre os benefícios para a população e as possíveis taxas que esse serviço possa gerar.


Foram convidados representantes da COMPESA do município, religiosos, da sociedade civil, que debateram com vereadores sobre o assunto e sua importância quanto ao sistema de tratamento do esgoto nos municípios antes de jogar nos rios, e seus benefícios sociais.

No entanto, os valores sobre a prestação do serviço não foram esclarecidos.Segundo os representantes da COMPESA esse valor deverá ser tratado em uma outra audiência, após o convênio e a elaboração de um plano municipal de saneamento para que possa ser mensurado o valor do serviço, o que gerou insatisfação do público.


O ex-vereador, Romualdo Torres, subiu à tribuna e sugeriu que a autorização para o convênio seja realizada mediante o esclarecimento das informações.

“Eu não sou contra o projeto, o que estou questionando é a forma como está sendo passado para a população. Porque uma vez autorizado já está dando “carta branca”. É importante deixar as informações “amarradas” antes de autorizar”, questionou o ex-vereador.

 

“Foi explicado que o projeto é muito bom, traz benefícios sociais e benefícios para a população, mas não foi discriminado o valor do custo para os cidadãos. Sabemos que toda situação tem vantagens e desvantagens. Na minha visão é preciso fazer um levantamento de quanto esse projeto vai custar para o povo. E quando tiver com os custos, aí sim ser votado”, opinou Anderson, um participante da plateia.

 

Participaram da audiência representantes da COMPESA do município, além dos vereadores: Beto Souza, Bejinha Puça, Tiago Maniçoba, Talles Cruz, Luizinho Pedreira e Murilo Alexandre.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

Mídias Sociais

Facebook Twitter Youtube Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.

Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo
Acesso à Informação
« Maio 2019 »
month-5
Do Se Te Qu Qu Se Sa
28 29 30 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1