Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Câmara de Vereadores de Floresta realiza audiência pública com Prefeitura e Compesa para debater possível convênio sobre saneamento público.

Câmara de Vereadores de Floresta realiza audiência pública com Prefeitura e Compesa para debater possível convênio sobre saneamento público.

por fla publicado 13/06/2018 09h06, última modificação 13/06/2018 09h06

Nesta quarta-feira (06), a Câmara de Vereadores de Floresta promoveu uma audiência pública para debater com a população sobre o Projeto de Lei nº03/2018, de autoria do Poder Executivo que autoriza a Prefeitura a celebrar um convênio com o Estado de Pernambuco para prestação de serviço público de esgotamento sanitário através da COMPESA – Companhia Pernambucana de Saneamento.


O momento foi uma iniciativa da casa, solicitado pelo vereador Bejinha Puça, objetivando ouvir a sociedade e autoridades competentes pelo convênio sobre os benefícios para a população e as possíveis taxas que esse serviço possa gerar.


Foram convidados representantes da COMPESA do município, religiosos, da sociedade civil, que debateram com vereadores sobre o assunto e sua importância quanto ao sistema de tratamento do esgoto nos municípios antes de jogar nos rios, e seus benefícios sociais.

No entanto, os valores sobre a prestação do serviço não foram esclarecidos.Segundo os representantes da COMPESA esse valor deverá ser tratado em uma outra audiência, após o convênio e a elaboração de um plano municipal de saneamento para que possa ser mensurado o valor do serviço, o que gerou insatisfação do público.


O ex-vereador, Romualdo Torres, subiu à tribuna e sugeriu que a autorização para o convênio seja realizada mediante o esclarecimento das informações.

“Eu não sou contra o projeto, o que estou questionando é a forma como está sendo passado para a população. Porque uma vez autorizado já está dando “carta branca”. É importante deixar as informações “amarradas” antes de autorizar”, questionou o ex-vereador.

 

“Foi explicado que o projeto é muito bom, traz benefícios sociais e benefícios para a população, mas não foi discriminado o valor do custo para os cidadãos. Sabemos que toda situação tem vantagens e desvantagens. Na minha visão é preciso fazer um levantamento de quanto esse projeto vai custar para o povo. E quando tiver com os custos, aí sim ser votado”, opinou Anderson, um participante da plateia.

 

Participaram da audiência representantes da COMPESA do município, além dos vereadores: Beto Souza, Bejinha Puça, Tiago Maniçoba, Talles Cruz, Luizinho Pedreira e Murilo Alexandre.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

Mídias Sociais

Facebook Twitter Youtube Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.

Rádio Legislativa
If your video does not start playing shortly, please ensure that you have JavaScript enabled and the latest version of Adobe Flash Player (http://www.adobe.com/products/flashplayer/) installed.
Audio Player
More…
Pesquisa de Opinião

Gostou do novo portal?

Resultados

  • Sim: 91
  • Não: 31
  • Pode melhorar: 6
spinner
Total de votos: 128
Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo
Acesso à Informação
« Dezembro 2018 »
month-12
Do Se Te Qu Qu Se Sa
25 26 27 28 29 30 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31 1 2 3 4 5